Skip to main content

Posts

Showing posts from May, 2018

PSOL ou não sou?

Em seu seu mais recente livro, Skin In The Game, o autor Nassim Taleb declara imoral a atitude de se ter uma postura na vida privada distinta daquela que se preconiza na vida pública. Nas palavras de Taleb “It is immoral to claim virtue without fully living with its direct consequences”. E, em outro trecho: “If your private life conflicts with your intellectual opinion, it cancels your intellectual ideas, not your private life”.
Dito de forma mais simples e com exemplos mundanos, que confiança o leitor teria em um vendedor da Apple Store que só usasse produtos Samsung na sua vida privada? Ou de comprar uma BMW aconselhado por um vendedor que dirigisse uma Mercedes?
É difícil discordar de que seriam situações esdrúxulas e que explicitariam total falta de comprometimento do agente com seu discurso público.
**
Munido de situações onde há desalinhamentos patentes, Taleb abre as baterias contra figuras como Hillary Clinton e outras. É uma pena que ele não conheça o PSOL...
O que dizer de um par…

Infinita Ráiuei

O talentoso compositor Humberto Gessinger devia estar inspirado pelas autobans quando compôs os versos da canção Infinita Highway: “Cento e dez, cento e vinte, cento e sessenta, só prá ver até quando o motor aguenta”. Se estivesse pensando numa estrada brasileira, os versos seriam algo do tipo “Oitenta, cento e dez, radar, máxima de cinquenta, quebra-molas, passando a trinta senão arrebenta, de novo cento e dez, opa – agora é só noventa, só pra ver quanta multa a gente aguenta”.
**
Nossa BR-040, por exemplo, é uma estrada cheia de contradições, assim como a letra do hit dos Engenheiros do Hawaii. O trecho Rio-Juiz de Fora não chega a ser uma autoban, mas é uma boa highway de pista dupla e acostamento, onde predomina velocidade máxima de 110 km/h que parece adequada. Depois de Juiz de Fora, vira uma ráiuei tupiniquim da pior qualidade e com todos os opcionais...
... Tem-se uma miríade de quebra-molas, radares no meio do nada, placas antigas e postos policiais desguarnecidos. E, o pior de …